POLÍTICA NACIONAL

Governo Bolsonaro publica página sobre mil dias de gestão, mas esquece conteúdo

Publicados

em


source
Post de mil dias de governo foi publicado sem conteúdo
Reprodução

Post de mil dias de governo foi publicado sem conteúdo


O governo Jair Bolsonaro preparou uma publicação para celebrar os  mil dias da gestão no site oficial, mas esqueceu o mais importante: o conteúdo. 

Divulgada nesta sexta-feira (15), a página era intitulada “Mil dias de um governo sério, honesto e trabalhador”. Mas a seriedade, a honestidade e o trabalho não foram descritos. O conteúdo ficou preenchido com o espaço padrão para materiais gráficos, o “lorem ipsum”.


Desse modo, horas após a publicação, a página saiu do ar. Até o momento, a Secretaria de Comunicação da Presidência da República não fez uma nova publicação com o texto correto.

Leia Também:  Senado tem semana de esforço concentrado, com sabatinas de autoridades e PEC dos Precatórios
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

‘Um salto para os evangélicos’, diz Mendonça após aprovação para o STF

Publicados

em


source
André Mendonça
Reprodução: Senado Federal

André Mendonça

Aprovado no Senado para a vaga de ministro no Supremo Tribunal Federal (STF) , André Mendonça disse que a primeira coisa que fez foi agradecer a Deus. Evangélico, ele anunciou que sua aprovação significa um grande passo para a comunidade evangélica.

— É um passo para um homem, um salto para os evangélicos (…) Dei glória a Deus por essa vitória — afirmou, em entrevista à imprensa.

A fala pode ser interpretada como uma referência à frase “Um pequeno passo para um homem, um grande salto para a humanidade”, dita por Neil Armstrong ao pisar na lua, em 20 de julho de 1969.

No primeiro pronunciamento, Mendonça também agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro pela indicação, ao Senado pela conclusão da votação, tanto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) quanto no plenário, e listou nomes de políticos evangélicos que o apoiaram no Senado. Entre eles estão o presidente da Frente Parlamentar Evangélica, Cezinha da Madureira (PSD-SP), a relatora da sabatina, Eliziane Gama (Cidadania-MA), e o senador Vanderlan Cardoso (PSD-GO).

Leia Também:  Moro defende exigência de comprovante de vacinação para estrangeiros no Brasil

Leia Também

— Foi um processo longo, difícil, mas de muito aprendizado — disse Mendonça, que deixou o cargo de ministro da Advocacia-Geral da União (AGU) para angariar votos para a sabatina.

Conhecido como “terrivelmente evangélico” ministro aprovado fez um grande aceno ao grupo:

— Nós queremos dizer ao povo brasileiro que o povo evangélico tem ajudado esse país e que quer continuar ajudando esse país, trabalhar por esse país e fazer desse país uma grande nação, fazer da Justiça brasileira uma referência, fazer com essa realidade se concretize cada dia mais e, ao final, dar esperança ao nosso povo.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA