POLÍTICA NACIONAL

Número de 150 mil mortes por covid-19 no Brasil repercute entre senadores

Publicados

em


Segundo o Ministério da Saúde, nesta segunda-feira (12), o Brasil chegou oficialmente ao número de 150.689 mortes por covid-19. Foram 5.103.408 brasileiros diagnosticados com a doença, dos quais 4.495.269 se recuperaram e 457.450 estão em tratamento. Na avaliação do vice-líder do governo, senador Chico Rodrigues (DEM-RR), o governo Bolsonaro atua para mitigar os efeitos da pandemia. Ele atribuiu o aumento de mortes à ineficácia de estados e municípios. Já a senadora Zenaide Maia (Pros-RN), que é médica, atribuiu o alto número de óbitos à negação, pelo presidente, da gravidade da doença.

Reportagem de Iara Farias Borges, da Rádio Senado.

Leia Também:  Câmara aprova nomes para cadeiras no CNJ e no CNMP
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Comissão pede informações sobre pecuária no Pantanal a ministra

Publicados

em


A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, deve apresentar explicações sobre a atividade pecuária no Pantanal, além de dados sobre a evolução do rebanho bovino em municípios da região. Requerimento com esse objetivo foi aprovado nesta sexta-feira (30) pela comissão temporária externa que acompanha o enfrentamento aos incêndios no bioma. Autor do requerimento, o presidente do colegiado, senador Wellington Fagundes (PL-MT), pede que sejam liberados dados sobre o rebanho bovino de 1991 até 2020.

O requerimento que ora se apresenta objetiva auxiliar os trabalhos da comissão temporária externa para acompanhar as ações de enfrentamento aos incêndios detectados no bioma Pantanal. Nesse contexto, com os dados solicitados, pretende-se contribuir com providências para evitar novos focos de incêndios, a limpeza dos locais já atingidos, a proteção das populações diretamente atingidas, da economia, da fauna e da flora e a transparência das atividades coordenadas pela Operação Pantanal”, aponta o senador no documento.

“Boi bombeiro”

Em reunião da comissão no dia 9, a ministra da Agricultura disse que, se rebanho bovino fosse maior, a dimensão de incêndios no Pantanal poderia teria sido menor. Segundo ela, “O boi é o bombeiro do Pantanal” porque come o capim nativo ou plantado e impede que se transforme em material altamente combustível.

Leia Também:  Sem máscara, Bolsonaro é recepcionado por multidão no Maranhão; assista

Criada para acompanhar as providências adotadas para evitar novos focos de incêndios e a limpeza dos locais já atingidos, a Comissão do Pantanal pretende elaborar um projeto de lei com normas gerais de proteção ao bioma, o chamado Estatuto do Pantanal.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA