POLÍTICA NACIONAL

Partido da Mulher lança homem para disputar prefeitura de Belo Horizonte

Publicados

em


source
Cabo Xavier
reprodução / Twitter

Cabo Xavier é ex-bolsonarista e evangélico

O Partido da Mulher Brasileira (PMB) homologou nesta quarta-feira (16) o candidato evangélico Edmar Washington Xavier Pereira, de 48 anos, conhecido como Cabo Xavier para concorrer à Prefeitura de Belo Horizonte.

“Sou Batista, mas não estou ligado a nenhuma igreja em especial. Frequento também a Universal ( do Reino de Deus), que é a (igreja) da minha esposa”, explicou ao jornal Estado de Minas.

Ex-bolsonarista, o Cabo Xavier integrou a Polícia Militar há 26 anos e afirma que Jair Bolsonaro é “um homem de boas ideias, mas mal assessorado”, ao mesmo tempo em que classifica as atitudes do presidente como “populismo”.

Quando questionado sobre ser um homem assumindo o Partido da Mulher Brasileira para a prefeitura de Belo Horizonte, Cabo Xavier alegou que a legenda está “acima de questões ideológicas e de gênero” e que pretende sobretudo “valorizar a mulher como ser político”. Ele também disse que sempre foi um “defensor das mulheres”.

Leia Também:  Bolsonaro gera aglomeração e, sem máscara, carrega crianças e cachorro; veja

Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Ex-chanceleres apoiam Maia na crítica à visita de secretário americano à fronteira com a Venezuela

Publicados

em


.

Seis ex-ministros das Relações Exteriores do Brasil divulgaram nota neste domingo (20) em apoio ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pela crítica à visita do secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, à fronteira do Brasil com a Venezuela. Na sexta-feira (18), Maia afirmou que visita de Pompeo “afronta as tradições de autonomia e altivez” das políticas externa e de defesa brasileiras”.

Os ex-chanceleres Fernando Henrique Cardoso (governo Itamar Franco), Francisco Rezek (Fernando Collor), Celso Lafer (Collor e FHC), José Serra e Aloysio Nunes Ferreira (Michel Temer) e Celso Amorim (governos Itamar Franco e Lula) destacaram que o presidente da Câmara foi o intérprete dos sentimentos do povo brasileiro ao constatar que tal visita, não condiz com a boa prática diplomática internacional.

O atual ministro, Ernesto Araújo, rebateu e disse que Maia fez reparos a visita com base em “informações insuficientes e em interpretações equivocadas”. Durante a visita, Pompeo se encontrou com Araújo para discutir a imigração venezuelana. De acordo com a embaixada dos EUA no Brasil, a visita é parte de uma agenda de encontros com líderes da América Latina. O secretário norte-americano conheceu o Posto de Identificação e Triagem da Operação Acolhida, localizado no bairro Treze de Setembro, zona Sul de Boa Vista (RR).

Leia Também:  Bolsonaro gera aglomeração e, sem máscara, carrega crianças e cachorro; veja

Na nota, os ex-ministros ainda sustentam que o País tem a obrigação de zelar pela estabilidade das fronteiras e o convívio pacífico e respeitoso com os vizinhos. “Nesse sentido, condenamos a utilização espúria do solo nacional por um país estrangeiro como plataforma de provocação e hostilidade a uma nação vizinha”, destacam.

Os ex-ministros cobram ainda que tanto a Câmara, quanto o Senado e o Supremo Tribunal Federal “exerçam com plenitude as atribuições constitucionais de velar para que a política internacional do Brasil obedeça rigorosamente no espírito e na letra aos princípios estatuídos no Artigo 4º da Constituição Federal.”

Por meio de suas redes sociais, o presidente Rodrigo Maia agradeceu o apoio do ex-ministros. “Agradeço o gesto de apoio dos ex-chanceleres e ministros de Estado brasileiros na defesa da soberania nacional e dos princípios constitucionais que devem reger nossa política externa, sobretudo com respeito aos países da América Latina”, afirmou.

Reportagem – Luiz Gustavo Xavier
Edição – Wilson Silveira

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA