POLÍTICA NACIONAL

Pesquisa XP/Ipesp: Boulos cresce 9 pontos e atinge 41%; Covas estabiliza em 48%

Publicados

em


source
boulos e covas
Divulgação

Guilherme Boulos (PSOL) e Bruno Covas (PSDB)


O insituto XPinc divulgou nesta quinta-feira (26) a segunda rodada da pesquisa XP/Ipespe, realizada a pedido do jornal Valor Econômico, com número de registro no TSE SP09138/2020. Segundo a aferição, a distância entre Bruno Covas (PSDB) e Guilherme Boulos (PSOL) caiu de 20 para 8 pontos percentuais em votos válidos em relação ao último levantamento realizado na semana anterior. Covas tem 54% dos votos válidos contra 46% de Boulos, na última atualiação a diferença estava em 60% para o tucano contra 40% para o psolista.


Ao considerar os votos totais, Boulos teve um salto de 9 pontos percentuais passando de 32% para 41%, já Covas se manteve estável com 48% das intenções de votos. O número de eleitores que votarão em branco, nulo ou em nenhum dos dois candidatos caiu de 15% para 8%, outros 3% não responderam. Foram ouvidos 800 eleitores entre os dias 24 e 25 de novembro.

Leia Também:  Proposta muda critérios para concessão de carteira para dirigir reboques

A pesquisa também fez um levantamento sobre a rejeição dos candidatos. Neste segmento Boulos lidera com 42% do eleitorado declarando que não votaria no candidato do PSOL de jeito nenhum, já Covas tem 34% de rejeição. No entanto, a avaliação positiva da gestão do atual prefeito caiu. Os eleitores que consideram a administração Covas boa ou ótima caiu de 37% para 31%, enquanto a avaliação negativa subiu de 21% para 24%. 

Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Proposta incentiva produção de madeira certificada em assentamentos

Publicados

em


Proposta em análise na Câmara dos Deputados (PL 4387/20) permite usar até 50% da área de lotes individualizados em assentamentos da reforma agrária como áreas de reflorestamento, para produção de madeira certificada e sustentável.

O projeto, que altera a Lei da Reforma Agrária, é de autoria do deputado Christino Áureo (PP-RJ). Prevê que a produção global do assentamento deverá ter gestão compartilhada, com supervisão de órgãos federais, e poderá ter parcerias com a iniciativa privada.

Najara Araujo/Câmara dos Deputados
Dep. Christino Aureo (PP-RJ)
Christino Áureo: reflorestamento na reforma agrária poderá ter financiamento do Pronaf e BNDES

A madeira produzida poderá ser direcionada às cadeias produtivas da construção civil, produção moveleira e indústria de celulose, entre outras finalidades econômicas. Para isso, deverá contar com um plano de desenvolvimento sustentável.

“O que se percebe é que nem sempre os projetos de assentamento se convertem como unidade produtiva”, observa o deputado Christino Áureo. Ele defende a importância da reforma agrária e da regularização fundiária “no apaziguamento da sociedade no campo brasileiro com acolhimento de famílias até então desprotegidas” e no incentivo da economia local.

Leia Também:  Pressionado para cobrar governo na pandemia, Aras se reúne com Pazuello

De acordo com o texto, o reflorestamento poderá ser financiado pelo Pronaf e pelo BNDES.

Tramitação
O projeto será analisado em caráter conclusivo pelas comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Da Redação – CL

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA