POLÍTICA NACIONAL

Projeto torna obrigatório reúso de água para fins não potáveis em novas edificações

Publicados

em


.

O Projeto de Lei 2451/20 torna obrigatório o reúso da água não destinada ao consumo humano, proveniente da chuva, de estações de tratamento de esgoto ou do tratamento de líquidos do processo industrial, em novas edificações públicas, residenciais, comerciais e industriais. Segundo o texto, que está sendo analisado pela Câmara dos Deputados, o reúso da água será obrigatório em cidades para as quais a lei exija plano diretor e optativo para as demais.

Um dos objetivos, segundo o texto, é destinar a água de reúso para atividades que aceitem usos menos exigentes, priorizando a oferta de água potável para o consumo humano e aumentando a eficiência do uso da água em todos os setores da sociedade.

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Comissão Especial que dispõe sobre Startups. Dep. Geninho Zuliani (DEM - SP)
Geninho Zuliani, autor da proposta

Autor do projeto, o deputado Geninho Zuliani (DEM-SP) argumenta que, ao não preverem o reúso da água, tanto a Lei das Águas quanto a Lei de Saneamento Básico e o Estatuto da Cidade incorreram em “imperdoável omissão”.

“É o que este projeto de lei agora visa corrigir, definindo que nenhuma água de boa qualidade, a não ser que haja grande disponibilidade, seja utilizada em atividades que tolerem águas de qualidade inferior”, explica o autor.

Leia Também:  Humberto Costa quer revogar segunda portaria do Ministério da Saúde sobre aborto legal

A água de reúso, de acordo com a proposta, poderia ser aproveitada em vasos sanitários, máquinas de lavar, rega de jardins, lavagem de áreas, resfriamento de caldeiras e em outros processos industriais e atividades comerciais que não demandem água potável.

Para a viabilizar o aproveitamento dessa água sem comprometer a segurança, o projeto determina que as novas edificações contem com uma rede de encanamentos específica para alimentar a caixa de água de reúso, autônoma e independente da rede de abastecimento de água potável. Prevê ainda que as edificações disponham de sistema de tratamento de efluentes líquidos capaz de remover pelo menos 95%, da carga orgânica de esgoto, tornando a água segura para manuseio humano.

No caso das indústrias, o sistema de tratamento deverá ser capaz de remover produtos químicos e materiais perigosos em percentuais estipulados por normas infralegais.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Reportagem – Murilo Souza 

Edição – Ana Chalub

Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Bolsonaro recebe alta após cirurgia para retirada de cálculo na bexiga

Publicados

em


.

Depois de passar por cirurgia para retirada de cálculo na bexiga, o Presidente da República Jair Bolsonaro recebeu alta do Hospital Israelita Albert Einstein no início da tarde de hoje (26). Segundo boletim divulgado pelo hospital, Bolsonaro recebeu alta hospitalar às 13h30. De acordo com a Secretaria Especial de Comunicação Social do Ministério das Comunicações, Bolsonaro desembarca em Brasília ainda neste sábado.

“O Presidente da República Jair Bolsonaro, internado desde a manhã desta sexta-feira (25), no Hospital Israelita Albert Einstein, recebeu alta hospitalar nesta tarde às 13h30”, disse o boletim assinado pelos médicos Leandro Santini Echenique, cardiologista, Leonardo Lima Borges, urologista, e Miguel Cendoroglo, Diretor-Superintendente do Hospital Israelita Albert Einstein.

Bolsonaro estava internado desde a manhã desta sexta-feira (25) no hospital, onde se submeteu a uma cirurgia para retirada de cálculo na bexiga. Boletim médico divulgado hoje pela manhã informou que foi retirada a sonda para que ele urine normalmente.

“O Excelentíssimo Presidente da República Jair Bolsonaro segue com ótima evolução clínica e sem complicações cirúrgicas. Não apresenta sangramentos e está afebril. Foi retirada a sonda vesical para que ele urine espontaneamente. O paciente está recebendo hidratação oral e caminhando fora do quarto”, disse o boletim.

Leia Também:  Deputadas apresentam projeto para sustar a nova portaria do Ministério da Saúde sobre aborto legal

Dia do Surdo

Logo depois da alta hospitalar, o presidente fez homenagem pelo Dia do Surdo em rede social.

Edição: Aline Leal

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA