POLÍTICA NACIONAL

Randolfe se reúne com Lula: ‘Temos que unir forças’

Publicados

em


source
Randolfe Rodrigues e Lula
Reprodução/Twitter

Randolfe Rodrigues e Lula

O senador Randolfe Rodrigues e o ex-presidente Lula se reuniram em São Paulo nesta sexta-feira (21). O encontro foi registrado em publicação na redes sociais dos políticos. 

Segundo o senador, eles discutiram o futuro do Brasil e do Amapá. Randolfe está visando à pré-candidatura ao governo do Amapá e o ex-presidente Lula é pré-candidato à Presidência nas eleições em outubro. 

“Hoje reuni com o ex-presidente @LulaOficial, em São Paulo. Foi uma conversa boa, que teve como objetivo discutir o futuro do Amapá e do Brasil”, escreveu Randolfe. 

O parlamentar também disse que “os tempos sombrios” precisam ser superados em conjunto e com união de forças. “Os tempos sombrios que estamos vivendo precisam ser superados. E, para isso, temos que unir forças em favor do povo brasileiro!”, concluiu. 

Em publicação, Lula afirmou que teve uma boa conversa com Randolfe sobre o “futuro do Brasil”: 

Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

AGU vai acompanhar de perto cumprimento da legislação eleitoral

Publicados

em

Decreto publicado pela Advocacia-Geral da União (AGU) determina que a instituição vai monitorar o cumprimento da legislação eleitoral até o pleito de outubro. “O decreto só veio deixar mais clara essa atribuição específica da Advocacia Geral da União, dizendo o seguinte: todo e qualquer ato, no período eleitoral, que eventualmente possa confrontar com a legislação eleitoral, deve passar pela assessoria da advocacia-geral da União”, explicou o advogado-geral da União, Bruno Bianco, ao programa A Voz do Brasil desta segunda-feira (4).

Segundo Bianco, por meio do decreto, sempre que houver um ato, uma política pública, ou qualquer fator que eventualmente possa confrontar com a legislação eleitoral a AGU, dentro do âmbito do executivo, fará essa análise. “O presidente da República vai ter a certeza de que todos os atos, durante esse período, e que todas as políticas públicas, durante esse período, passarão por um crivo jurídico e ele vai ter a certeza de que todos esses atos estarão de acordo com a legislação eleitoral.

Bianco também falou sobre a judicialização causada pela redução do ICMS sobre os combustíveis nos estados, dos quais a AGU participou. “Tivemos decisões favoráveis ao cumprimento da lei e os estados, de fato, começando a cumprir e nós já estamos vendo a redução do valor do combustível”.

Leia Também:  Eleições 2022: restrições para agentes públicos começam a valer hoje

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Política Nacional

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI