POLÍTICA NACIONAL

Senado fará neste mês primeira sessão presencial desde abril

Publicados

em


.

O Senado realizará em setembro a primeira sessão presencial desde abril, quando a Casa deu início às sessões deliberativas remotas. Os senadores vão se reunir para deliberar sobre a indicação de autoridades a embaixadas e de nomes para compor o quadro de ministros do Superior Tribunal Militar (STM).

A administração do Senado, no entanto, tomará medidas para evitar que muitos senadores se reúnam no plenário e corram risco de contágio pela covid-19.

No dia 21, a Comissão de Relações Exteriores (CRE) fará a sabatina de indicados para o posto de embaixador e, no dia 23, a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) ouvirá os indicados ao cargo de ministro do STM. São 33 indicações de embaixadores pendentes, acumuladas há meses, e três indicações para compor o STM.

As indicações serão votadas em plenário nos dias 22 e 25 de setembro.

A votação de indicação de autoridades é secreta e requer o uso de biometria. Por isso, a necessidade de votação presencial.

Para evitar aglomerações no plenário, o Senado vai oferecer terminais de votação na garagem e na entrada do Congresso Nacional, chamada comumente de “chapelaria”.

Leia Também:  Câmara debate sistema híbrido para votações após a pandemia

De acordo com o Senado, será usado um sistema semelhante ao drive-thru, com o parlamentar tendo acesso ao sistema biométrico sem sair do carro.
 

Edição: Nádia Franco

Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Por medo de impeachment, candidato no interior do Paraná põe filho como vice

Publicados

em


source
Boca Aberta
Câmara dos Deputados

Deputado federal Boca Aberta (PROS-PR) concorrerá à prefeitura de Londrina

O deputado Emerson Petriv, conhecido como Boca Aberta (Pros), que vai concorrer à prefeitura de Londrina, chamou atenção ao assumir querer “blindar” seu governo caso seja eleito. Boca Aberta Jr., como foi apelidado o filho do candidato, será vice da chapa. O candidato a prefeito é alvo de pedidos de cassação como parlamentar.

O político tem histórico de votações expressivas e apelo popular, sendo o vereador mais votado em 2016 no município. Ao portal Uol, Boca Aberta defendeu a escolha da chapa afirmando que “o sistema não aceita pobre, defensor do morador do barraco e da periferia no poder”.

Ainda de acordo com o candidado do Pros, os processos aos quais responde são todos com acusações de injúria e difamação de outros políticos. “Para mim, isso é uma honra”. Ele é o deputado com mais inquéritos e ações penais em tramitação na justiça.

Leia Também:  Frentes parlamentares promovem ato virtual em defesa do orçamento da educação

Entre as denúncias ao parlamentar, está o fato de que, em março de 2018, Boca Aberta entrou sem autorização em um hospital em busca de médicos que não estariam trabalhando em seu plantão. “Encontrei um médico dormindo”, disse.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA