POLÍTICA NACIONAL

Senado instala nesta quarta comissão para acompanhar incêndios no Pantanal

Publicados

em


.

A comissão temporária externa para acompanhar as ações de enfrentamento aos incêndios no Pantanal será instalada, em sessão remota, nesta quarta-feira (16), a partir das 16h. Os três senadores de Mato Grosso do Sul vão integrar o colegiado. Também será eleito o presidente da comissão.

Ao longo de 90 dias, previsão inicial de funcionamento, as senadoras Simone Tebet (MDB) e Soraya Thronicke (PSL) e o senador Nelsinho Trad (PSD) acompanharão as ações de combate aos incêndios no bioma. O colegiado é composto também pelo senador Wellington Fagundes (PL-MT), autor do requerimento de criação do grupo.

Os parlamentares vão checar os desdobramentos e estudar as providências necessárias para evitar novas queimadas, além das ações de proteção da fauna e da flora, das populações diretamente atingidas e do impacto na economia da região. O trabalho dos senadores deve ser feito por meio de visitas in loco, reuniões, debates com os envolvidos, incluindo órgãos federais, estaduais e municipais, ONGs, pesquisadores e especialistas.

Com o agravamento dos incêndios, que estão destruindo o Pantanal e já vêm afetando outros biomas da região, os senadores têm atuado em várias frentes para auxiliar no enfrentamento ao problema.

Leia Também:  Ministério eleva para R$ 861 bilhões a previsão de déficit primário neste ano

“O fogo não espera. O Pantanal está em chamas, está sendo devastado. No Senado, vamos atuar para evitar essa catástrofe nos próximos anos. O trabalho da comissão temporária vai passar pela avaliação da dotação orçamentária, pela busca de mais recursos, por uma política constante dos governos estaduais de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Este é o grande intento da comissão”, disse a senadora Simone Tebet.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Bolsonaro recebe alta após cirurgia para retirada de cálculo na bexiga

Publicados

em


.

Depois de passar por cirurgia para retirada de cálculo na bexiga, o Presidente da República Jair Bolsonaro recebeu alta do Hospital Israelita Albert Einstein no início da tarde de hoje (26). Segundo boletim divulgado pelo hospital, Bolsonaro recebeu alta hospitalar às 13h30. De acordo com a Secretaria Especial de Comunicação Social do Ministério das Comunicações, Bolsonaro desembarca em Brasília ainda neste sábado.

“O Presidente da República Jair Bolsonaro, internado desde a manhã desta sexta-feira (25), no Hospital Israelita Albert Einstein, recebeu alta hospitalar nesta tarde às 13h30”, disse o boletim assinado pelos médicos Leandro Santini Echenique, cardiologista, Leonardo Lima Borges, urologista, e Miguel Cendoroglo, Diretor-Superintendente do Hospital Israelita Albert Einstein.

Bolsonaro estava internado desde a manhã desta sexta-feira (25) no hospital, onde se submeteu a uma cirurgia para retirada de cálculo na bexiga. Boletim médico divulgado hoje pela manhã informou que foi retirada a sonda para que ele urine normalmente.

“O Excelentíssimo Presidente da República Jair Bolsonaro segue com ótima evolução clínica e sem complicações cirúrgicas. Não apresenta sangramentos e está afebril. Foi retirada a sonda vesical para que ele urine espontaneamente. O paciente está recebendo hidratação oral e caminhando fora do quarto”, disse o boletim.

Leia Também:  Projeto inclui organizações da sociedade civil entre beneficiárias da tarifa social de energia

Dia do Surdo

Logo depois da alta hospitalar, o presidente fez homenagem pelo Dia do Surdo em rede social.

Edição: Aline Leal

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA