AMM

Prefeito Fabio Garbugio se reúne com autoridades para discussão de medidas para o enfrentamento ao coronavírus

Publicado


.

O crescente avanço dos casos de infecção pelo novo coronavírus gerou um paradoxo: manter o isolamento social para conter o surto ou voltar à normalidade para a economia não quebrar? Trata-se de um cenário complexo, que hoje é tema de discussões em todo o mundo.

Preocupado com a saúde da população e, ao mesmo tempo, com o futuro da economia de Alto Taquari, o prefeito municipal, Fabio Mauri Garbugio, realizou uma reunião emergencial com a presença de representantes do comércio (Aceata) e autoridades locais.

O encontro ocorreu no sentido de debater ideias e ouvir aconselhamentos, para que o Município adote o melhor direcionamento em suas medidas de enfrentamento ao coronavírus.

A reunião foi promovida na segunda-feira (30/03), com a presença do presidente da Câmara Municipal, vereador Leandro Almeida, do juiz da comarca de Alto Taquari, Fabio Alves Cardoso, do promotor de Justiça João Ribeiro da Mota, do procurador do município Vitor Musa Gonçalves, dos secretários municipais Deise Coelho (Saúde), Osmar Batistussi (Indústria, Comércio e Turismo) e João Paulo Masson (Administração e Fazenda), entre outros.

Fonte: AMM

Comentários Facebook
publicidade

AMM

Nasf cria projeto para cuidar dos servidores da saúde

Publicado


.

Os servidores da saúde municipal de Sinop estão sendo assistidos pela equipe do Núcleo Ampliado da Saúde da Família e Atenção Básica (NASF/AB) – gerido pelo Instituto Social Saúde Resgate à Vida (ISSRV) – por meio do projeto Cuidando de quem Cuida. Os profissionais estão recebendo atendimento individual psicológico e participam de grupos de pilates, auriculoterapia, arteterapia, roda de terapia integrativa e, ainda, desenvolvem trabalhos com hortaliças e jardinagem.

Conforme a assistente social Lidionete Pedrina Borges de Sales, o intuito do projeto é fortalecer o emocional e ampliar o bem estar dos servidores que atuam na linha de frente do combate à Covid-19. “Todo o trabalho iniciou após ouvir os anseios deles e assim estamos dando sequência neste projeto, sempre abrindo espaço para que todos os envolvidos possam participar trazendo sugestões e somando no crescimento desta ação”, explica Lidionete.

Os atendimentos são realizados na Academia da Saúde. O local também é aberto para que os grupos realizem atividades físicas, obedecendo todas as medidas de prevenção ao contágio por coronavírus.

As Unidades Básicas de Saúde também são parceiras do projeto. No posto Primaveiras está sendo desenvolvida uma horta de ervas medicinais. “O trabalho com a terra tem muitos benefícios à saúde, relaxa, é uma fonte de energia e alegria”, acredita a assistente.

O primeiro encontro de roda terapia foi realizado para os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) da unidade Violetas. Além da assistência social, a equipe multidisciplinar é formada por profissionais de educação física, fisioterapia, psicologia, nutrição, educação social e física.

Fonte: AMM

Comentários Facebook
Continue lendo

AMM

Saúde vacina caminhoneiros contra H1N1 nesta quinta (28)

Publicado


.

Pela quinta vez durante a Campanha de Vacinação contra Influenza deste ano, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Rondonópolis vai realizar a distribuição das doses para os caminhoneiros. A partir das 8 horas desta quinta-feira (28), a Pasta vai estar no posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-364, saída para Cuiabá. A aplicação da vacina vai ocorrer até acabarem as doses.

“Este ano, promovemos várias ações para vacinação contra H1N1 voltadas aos caminhoneiros em virtude deles fazerem parte de um público-alvo itinerante. Então, repetindo o evento em datas diferentes damos a oportunidade deles se vacinarem, já que, se em uma dessas ocasiões o profissional não estiver na cidade, pode estar em outra”, esclarece a gerente do Departamento de Saúde Coletiva da SMS, Gilceny Machado.

Está prevista para amanhã a distribuição de 150 doses. Além da imunização, a Pasta também estará realizando testes rápidos de sífilis, HIV e hepatite.

“Já temos vários casos de motoristas com coronavírus”, lembra Gilceny, que explica: “Essa vacina não combate a Covid-19. Porém, como os sintomas das duas doenças são semelhantes, ao se vacinar, o indivíduo se protege contra o vírus Influenza e, com isso, elimina o diagnóstico de H1N1 caso apresente os sinais dessas doenças”.

Trabalhando com esse esquema de exclusão da Influenza e como a imunização acontece após duas semanas de tomada a vacina, com essa mobilização, a Saúde, além de facilitar a identificação da Covid-19 no paciente, também ajuda a reduzir a aglomeração nos postos de saúde.

Fonte: AMM

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana