Momento Saúde

Produtores de cachaça vão doar 70 mil de litros de álcool ao SUS

Publicado


.

O Instituto Brasileiro da Cachaça (Ibrac) vai doar pelo menos 70 mil litros de álcool etílico, hidratado a 70%, ao Sistema Único de Saúde (SUS), para colaborar no combate ao novo coronavírus. A entidade representa o setor produtivo da cachaça no país. De acordo com o diretor-executivo do Ibrac, Carlos Lima, o movimento é recente e tende a aumentar.

“A gente fez um chamamento aos associados para que eles avaliem tecnicamente se têm condições de produzir esse álcool a 70% e, gradativamente, a gente vem tendo resposta de empresas que estão se engajando nesse processo”, disse Lima à Agência Brasil. Os primeiros doadores são as oito maiores empresas produtoras de cachaça de grande, médio e pequeno porte, incluindo multinacionais.

Cada empresa, individualmente, está contactando as prefeituras para atender a demandas locais. “Cada empresa está fazendo essa gestão do processo e entregando o álcool de acordo com a demanda da prefeitura ou do parceiro local que pretende receber isso”, informou o diretor do Ibrac.

Logística

Carlos Lima explicou que, em alguns casos, a prefeitura não tem condição de estocar o produto. Então, a entrega é fracionada. Já em outros casos, a entrega é feita em sua totalidade. Uma empresa de São Paulo, por exemplo, já tem fechada para amanhã (27) a entrega de 3 mil litros. “Realmente, é uma situação de governança local. As empresas e os governos avaliam a melhor forma de logísticas”, explicou.

De acordo com o diretor, o instituo quer fazer contato com entidades representativas do setor de embalagens para convidar seus membros a doarem embalagens plásticas para envazar o produto e participarem, assim, da iniciativa de combate à pandemia.

Anvisa

Carlos Lima conta que antes de entrar em contato com as mais de 300 empresas associadas, o Ibrac consultou a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Ministério da Agricultura, uma vez que produtores de bebidas alcóolicas não podem produzir o álcool a 70% sem licença.

“A gente conversou com a Anvisa sobre isso, o Ibrac chegou a apresentar um pedido formal à agência para que os associados tivessem uma autorização emergencial e excepcional para a realização dessa atividade”. No último final de semana, a Anvisa publicou nota técnica estabelecendo os critérios para que as empresas fizessem essa produção, atrelada à doação do produto. A nota foi atualizada na última terça-feira (24). A iniciativa também foi comunicada ao Ministério da Agricultura.

“O Ibrac vem orientando seus associados a seguirem à risca a nota técnica da Anvisa e as demais legislações vigentes para produção desse álcool a 70% e a consequente doação”, contou o diretor-executivo.

Edição: Denise Griesinger

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
publicidade

Momento Saúde

Rio terá mais 1.800 leitos em hospitais de campanha até final de abril

Publicado


.

O estado do Rio de Janeiro terá 1.800 leitos em hospitais de campanha para enfrentar a pandemia de covid-19, sendo 520 de centros de Tratamento Intensivo (CTIs), segundo informou nesta terça-feira (31) a Secretaria de Estado de Saúde. Os leitos serão montados em estruturas na capital, na região metropolitana e no interior do estado.

Segundo a secretaria, foram abertos 419 leitos, distribuídos no Hospital Regional Zilda Arns, em Volta Redonda; no Hospital Universitário Pedro Ernesto, em Vila Isabel; no Hospital Estadual Anchieta, no Caju; e no Instituto Estadual do Cérebro (IEC), no centro. No total, está prevista, até o momento, a abertura de 2.279 leitos.

Os leitos de campanha ficarão distribuídos da seguinte maneira: 400 no Complexo do Estádio do Maracanã (80 deles de CTI); 200 ao lado do Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo (40 de CTI); 200 no Hospital Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias (40 de CTI); 200 no Parque dos Atletas, em Jacarepaguá (40 de CTI); 200 no terreno do 23º Batalhão da PM, no Leblon (40 de CTI); 200 no aeroclube de Nova Iguaçu (40 de CTI); 100 em Campos dos Goytacazes, no centro, próximo ao shopping (20 de CTI); e 100 no Hospital Regional Gélio Alves Faria, em Casimiro de Abreu (20 de CTI). Além desses, há 200 na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em Manguinhos, (todos de CTI), para atender a população do estado.

“Todo o empenho do governo do estado é para que essas estruturas fiquem prontas dentro do prazo programado. Os hospitais de campanha serão fundamentais no atendimento à população no momento mais crítico da pandemia no estado”, disse o governador Wilson Witzel.

A previsão é que todos os leitos de campanha fiquem prontos até 30 de abril. Já foram abertos 44 no Instituto Estadual do Cérebro, 180 no Hospital Zilda Arns e 120 no Hospital Universitário Pedro Ernesto. Além desses, nos próximos dias, mais 75 estarão disponíveis no Hospital Anchieta, no bairro do Caju, zona portuária do Rio.

Segundo o secretário de Estado de Saúde, Edmar Santos, pediu que as pessoas mantenham o isolamento social. “Análises preliminares já mostram que estamos conseguindo conter a disseminação desenfreada da covid-19”.  

Rede privada

Além dos novos leitos, a rede estadual tem 3.025 leitos, sendo 729 de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). A Secretaria de Estado de Saúde reforçou o papel importante da rede privada na luta contra o coronavírus no estado do Rio. Atualmente, as unidades particulares somam cerca de 11.300 leitos, sendo quase 3.800 de UTI.

“Todos os leitos podem ser adequados para tratamento intensivo em casos de emergência”, disse o secretário de Saúde.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Saúde

Secretária de Saúde do Rio testa positivo para coronavírus

Publicado


.

A secretária municipal de Saúde do Rio, Beatriz Busch, apresentou exame positivo para o novo coronavírus. Ela havia se internado preventivamente em um hospital e o resultado do exame foi divulgado na noite desta terça-feira (31).

A confirmação foi anunciada em nota pela Secretaria Municipal de Saúde. “O resultado do teste para covid realizado pela secretária municipal de Saúde do Rio, Beatriz Busch, foi positivo. Ela segue internada no Hospital Barra D’ Or. O quadro clínico permanece estável. A secretária foi internada na noite desta segunda-feira (30), às 20h36, após se sentir mal em casa, apresentando sintomas do covid-19”.

O comando da secretaria, enquanto Beatriz Busch estiver afastada, ficará a cargo do subsecretário Jorge Darze. O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, que despachava diretamente com a secretária, também deverá fazer exame para o coronavírus.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana