Momento Educação

Programa Senado Jovem Brasileiro está com as inscrições abertas

Publicado

Alunos do ensino médio de escolas públicas podem participar do Programa Senado Jovem Brasileiro, que engloba o projeto Jovem Senador e o Concurso de Redação do Senado Federal. As inscrições estão abertas e podem ser feitas até o dia 16 de agosto.

O Jovem Senador tem como objetivo proporcionar aos estudantes do ensino médio conhecimento acerca da estrutura e do funcionamento do Poder Legislativo no Brasil e estimular o relacionamento permanente dos jovens cidadãos com o Senado Federal. Visa ainda estimular nos estudantes a reflexão sobre política, democracia e exercício da cidadania.

O Programa é realizado pelo Senado Federal e conta com a parceria do Ministério da Educação (MEC) e do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), com apoio das Secretarias de Educação dos Estados e do Distrito Federal.

A inscrição do aluno deverá ser feita pela escola e efetivada com o envio da redação, ficha de inscrição e documentos para a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), conforme estabelecido pela coordenação do Jovem Senador nos estados e Distrito Federal. Não existe pré-inscrição e nem inscrição on-line.

Para participar, os estudantes devem elaborar uma redação com o tema “Cidadão que acompanha o orçamento público dá valor ao Brasil”. Os autores das 27 melhores redações, um por unidade da federação, serão automaticamente selecionados para vivenciar, em Brasília, o processo de discussão e elaboração das leis do país, simulando a atuação dos senadores da República.

Podem participar os alunos que estão regularmente matriculados em uma escola pública estadual ou do Distrito Federal de ensino médio, nas modalidades regular, ensino técnico, ensino médio integrado ou educação de jovens e adultos. O aluno precisa ter, no máximo, 19 anos completos até 31 de dezembro de 2019 e ter disponibilidade para participar da fase presencial, em Brasília (DF), no período de 25 a 30 de novembro de 2019.

Etapas

Os alunos serão selecionados em três etapas, 27 vencedores, um por unidade da Federação. Na primeira etapa, a seleção e inscrição do aluno será feita pela escola, até 16 de agosto de 2019. Cada unidade de ensino participante deverá selecionar uma redação para representá-la e encaminhar à Secretaria de Estado de Educação (Seduc).

Na segunda etapa, será a seleção nos estados e no DF, até 20 de setembro de 2019. A Seduc vai selecionar três redações, sem classificá-las, e as encaminhar ao Senado Federal, com a documentação completa.

Na terceira etapa, a seleção e classificação será no Senado Federal, até 11 de outubro de 2019. A comissão julgadora do Senado Federal vai avaliar e julgar as 81 redações finalistas e selecionar as 27 vencedoras, uma de cada unidade da Federação, classificando o primeiro, o segundo e o terceiro lugar nacional.

Premiação

Serão selecionadas três redações por unidade da Federação, mas somente os 27 alunos classificados em primeiro lugar nos estados e no Distrito Federal pela comissão julgadora serão considerados vencedores do Jovem Senador 2019. Os 27 alunos vencedores participarão da edição anual do Jovem Senador, que será realizado em Brasília, no período de 25 a 30 de novembro de 2019, e receberão um certificado de classificação e um diploma de posse no Jovem Senador 2019. As redações dos jovens senadores comporão o livreto do Jovem Senador 2019.

Os alunos vencedores viajarão com as despesas de deslocamento para Brasília, hospedagem, alimentação e traslados na capital federal cobertas pelo Senado Federal.

Os 27 professores orientadores receberão um certificado de participação no Jovem Senador 2019 e acompanharão seus alunos na viagem a Brasília e contarão com programação específica.

Os alunos classificados em segundo e terceiro lugares, seus professores orientadores, os diretores e suas escolas receberão certificados de participação. Todas as escolas classificadas em primeiro, segundo e terceiro lugares receberão um certificado de participação no concurso, um kit com publicações do Senado Federal, para compor acervo de biblioteca.

Na edição de 2018, a aluna Larissa Pires Santos, da Escola Estadual Desembargador Milton Armando Pompeu de Barr, localizada no município de Colíder, foi a primeira colocada na etapa estadual e representou Mato Grosso na etapa nacional.
 

Comentários Facebook
publicidade

Momento Educação

Sisu registra 2,5 milhões de inscrições

Publicado

Mais de 2,5 milhões de inscrições foram realizadas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) até as 20h20 desta quarta-feira. Segundo o Ministério da Educação, o número de inscritos chegou a 1,31 milhão de estudantes. 

“O sistema está rodando normalmente. Não teve interrupção. Está tudo funcionando”, disse o ministro da Educação, Abraham Weintraub, em vídeo publicado em rede social.

A pasta ressalta que entre meia-noite e 1 h desta quinta-feira (23), o Sisu será interrompido para que seja realizada a classificação de todas as inscrições. O período para inscrições no Sisu fica aberto até as 23h59 do dia 26. O Sisu é a principal forma de acesso ao ensino superior público com a nota do Ensino Nacional do Ensino Médio (Enem), divulgada na semana passada.

Nesta tarde, a pasta informou que cerca de 70% das inscrições do Sisu têm sido feitas por dispositivos móveis, como celulares e tablets. No início das inscrições, o sistema chegou a registrar 7 mil inscrições por minuto e apresentou lentidão. Segundo o MEC, a dificuldade em acessar a página eletrônica foi registrada após mudança do sistema, que nessa edição está armazenado em nuvem. 

Para participar da seleção, é necessário não ter zerado a redação na edição de 2019 do exame. Neste semestre, são 237.128 vagas em 128 instituições de ensino superior públicas de todo o país. A inscrição é gratuita e deve ser feita na página do programa na internet.

Edição: Fábio Massalli
Tags: Enem Sisu MEC

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Educação

MEC comprará mais de 7 mil bicicletas para uso de estudantes

Publicado

O Ministério da Educação (MEC) e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) iniciaram o processo de compra de 7.636 bicicletas, por meio do programa Caminho da Escola. Segundo o MEC, as últimas aquisições ocorreram em 2011.

As bicicletas serão usadas por estudantes, que chegam a percorrer, a pé, diariamente, 15 quilômetros para chegar à escola ou ao ponto onde passa o ônibus escolar, segundo estudos do FNDE.

“Com os veículos, o MEC tem objetivo de diminuir a evasão escolar e melhorar a qualidade do transporte escolar, principalmente em áreas rurais e ribeirinhas”, diz nota do ministério.

A bicicleta estará disponível em dois tamanhos, o aro 20 e o aro 26, e vão ter quadro reforçado, selim anatômico, para-lamas, descanso lateral, espelho retrovisor, campainha e refletores. Serão ofertados também bombas manuais para encher o pneu, ferramentas e capacetes de segurança.

O programa Caminhos da Escola desde 2010 busca renovar a frota de veículos escolares no Brasil e garantir segurança e qualidade ao transporte dos estudantes.

Os estados, Distrito Federal e municípios interessados em adquirir as bicicletas devem acessar o Sistema de Gerenciamento de Atas de Registros de Preço (Sigarp) do FNDE e utilizar as atas do Fundo com recursos próprios ou fazer transferência direta, via Plano de Ações Articuladas (PAR).

Edição: Fernando Fraga

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana