Momento Curiosidades

Saco escrotal de homem cresce até atingir tamanho de bola de futebol e apodrece

Publicado

Saco Escrotal arrow-options
Sciencedirect.com
Apesar da condição bizarra, homem não visitava o médico há mais de 30 anos.

Um homem surpreendeu médicos do Panamá ao chegar em um pronto-socorro com o saco do tamanho de uma bola de futebol . Além do tamanho fora do normal, o órgão genital do homem de 43 anos estava apodrecido e expelia um pus com mau odor. 

Leia também: Mãe processa ex-parceiros do filho por forçá-lo a injetar silicone na genitália 

Uma infecção parasitária teria sido a causa do inchaço incomum do escroto do homem, que não teve a identidade revelada. Por conta do tamanho fora do padrão e do peso de seus órgãos genitais – que chegavam a pesar até sete quilos – , o sujeito não conseguia se locomover direito, precisando da ajuda de um andador e dependia da ajuda da mãe para realizar tarefas do dia-a-dia.

Apesar da condição não ser nova, o paciente não ia ao médico desde que era criança, há 30 anos atrás. Ao chegar no hospital , seu escroto media aproximadamente 30,2 cm x 24,4 cm x 13,1 cm. Os médicos relataram febre e instabilidade no batimento cardíaco.

Após dar entrada no hospital, ele foi submetido à uma cirurgia de emergência que removeu parte do escroto. Os médicos tiveram de dificuldade de inserir um cateter pelo pênis do homem estar “enterrado” em meio ao órgão genital do sujeito e precisaram fazer uma incisão quase cirúrgica para conseguir obter sucesso.

Leia também: Homens capturam crocodilo de três metros usando apenas toalha e barbante 

Dez dias depois de ir ao médico e ser submetido  às cirurgias emergênciais, o homem recebeu alta e foi encaminhado para uma unidade de reabilitação. Além disso, ele passou a receber acompanhamento médico constante.

Comentários Facebook
publicidade

Momento Curiosidades

Touro quebra cerca, escapa de tourada e fere espectadores; assista

Publicado

source
Tourada arrow-options
Pixabay/Creative Commons

Apesar do susto, apenas uma mulher ficou ferida.

Os espectadores de uma tourada que aconteceu na cidade de Trang, na Tailândia , na última segunda-feira (17) viveram momentos de tensão. Um touro que participava do evento quebrou a cerca e fugiu da arena em direção às pessoas que assistiam a disputa.

Leia também:Tubarão-martelo assusta surfista nos Estados Unidos; assista

No vídeo, é possível ver o touro deixando o centro do evento e subindo na arquibancada. Lá, ele avança contra alguns dos espectadores. Apesar da violência do ataque , apenas uma mulher de 57 anos sofreu ferimentos leves. Veja o vídeo do episódio.


Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Curiosidades

Revoada de pássaros com raio de 145 km é detectada por radares nos EUA

Publicado

source
Pássaros arrow-options
Pixabay

Fenômeno está intrigando os meteorologistas.

Um fenômeno chamou atenção de uma estação meteorológica de Key West , no estado americano da Flórida . Mas o evento não tinha qualquer relação com o tempo. Na madrugada de segunda-feira, os radares indicaram uma grande mancha que se assemelhava a uma grande tempestade , mas não se tratava de chuva: os equipamentos detectaram uma grande revoada de pássaros migrantes.

Leia também: Touro quebra cerca, escapa de tourada e fere espectadores; assista

Os animais aparecem na forma de pontos vermelhos, verdes e amarelos e migravam da América do Sul em direção aos Estados Unidos . Segundo o perfil do escritório do Serviço Meteorológico Nacional (NSW, na sigla em inglês) em Key West, o fenômeno não é incomum neste período, mas a imagem captada pelos radares foi a mais “impressionante” do ano.

Os pássaros foram detectados a 3 mil pés de altura, ou cerca de 900 metros acima do nível do mar. Devido a condições atmosféricas, segundo a rede BBC, eles demoraram horas para atravessar a região monitorada pelo centro em Key West e formaram uma espécie de círculo com raio de 145 quilômetros.

Diferentes perfis questionaram a NSW na rede social sobre quais espécies teriam provocado a “nuvem” detectada pelos radares, mas o instituto limitou-se a dizer que não era possível determiná-las e a compartilhar um estudo da Universidade Cornell, localizada no estado de Nova York.

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana