Momento Cidades

Secretaria Municipal de Saúde consegue zerar demanda reprimida de laqueaduras em Cuiabá

Publicado

Gustavo Duarte

Clique para ampliar

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da secretaria adjunta de Planejamento e Operações tem atuado fortemente junto à Central de Regulação de Cuiabá com o objetivo de diminuir o tempo de espera de pacientes da capital para a realização de procedimentos cirúrgicos eletivos.

No fim do ano passado a SMS recebeu uma emenda parlamentar para ser utilizada no pagamento de procedimentos no Hospital Santa Helena, com o qual a Secretaria tem pactuações de serviços para pacientes que moram em Cuiabá. De acordo com o secretário adjunto de Planejamento e Operações, Milton Correa da Costa Neto, for realizado um estudo na Regulação para decidir qual seria a melhor utilização deste recurso. “O Hospital Santa Helena é referência para a saúde da mulher. Verificamos que havia mulheres esperando na fila há bastante tempo para passar pelo procedimento de laqueadura, então decidimos usar parte do recurso recebido para este fim”, revelou Milton.

Através deste plano de ação, foram realizadas 149 laqueaduras para pacientes de Cuiabá, até o fim do ano passado. “Com isto, conseguimos atualizar a fila de espera de laqueadura para as cuiabanas. Os pedidos que ainda temos para esse procedimento na Central de Regulação foram feitos em dezembro, então podemos dizer que zeramos a demanda reprimida”, comentou o adjunto.

Milton acrescenta que esta era uma grande preocupação da primeira dama, Marcia Pinheiro desde o início da gestão do prefeito Emanuel. “Ela vem cobrando da SMS uma atenção especial para procedimentos relacionados à saúde da mulher, pois só uma mulher entende sobre o sofrimento de se esperar em uma fila para atendimento por uma necessidade feminina”, disse.

Com a outra parte da emenda, a SMS contemplou pacientes que aguardavam na fila para outros tipos de procedimentos. “O estudo da Regulação identificou um tempo longo de espera para cateterismo e angioplastia convencional também. Então usamos a outra parte do recurso para realizar 50 cateterismos e 20 angioplastias, para pacientes que já esperavam há algum tempo. Ainda há muita gente aguardando nas filas, mas estamos ‘reordenando a casa’. O prefeito Emanuel Pinheiro determinou que façamos tudo o que for possível para atender todos os cuiabanos que precisam do SUS e estamos trabalhando duro para conseguir diminuir cada vez mais o tempo de espera nas filas da Regulação. Não é uma tarefa fácil, mas estamos empenhados para cumpri-la da melhor maneira possível”, concluiu o secretário adjunto.

Comentários Facebook
publicidade

Momento Cidades

Policlínica do Planalto não receberá pacientes na noite desta quinta-feira, 27

Publicado


A Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá comunica à população que a Policlínica do bairro Planalto terá os atendimentos interrompidos das 19h desta quinta-feira (27) até as 00h de sexta-feira (28). A paralisação será necessária para execução de reparos na parte elétrica da unidade e culminará no desligamento do quadro geral de energia. Durante a interrupção, a orientação da Secretaria é que a população busque pelos serviços em outras unidades da rede SUS.

 

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Cidades

Defesa Civil monitora o volume de chuva em Cuiabá

Publicado


A Defesa Civil, ligada à Secretaria Municipal de Ordem Pública, realiza o monitoramento do volume de chuva registrado na Capital. O mais recente levantamento aponta que até a data de hoje (27), o acumulado chegou a 243 milímetros (mm), o que representa um acréscimo de 15% se comparado ao mesmo período do ano passado. A média histórica, para fevereiro nos últimos dez anos, é de 210 milímetros.

Com base nos dados já coletados, estima-se que até o último dia do mês de fevereiro, o acumulado deverá aumentar ainda mais, entre  10 e 15 mm, do total de volume já registrado. Segundo o coordenador operacional da Defesa Civil Municipal, tenente-coronel Paulo Selva, a média esperada para o mês de março é um pouco menor, com a previsão de 170 milímetros, mas o trabalho de monitoramento terá continuidade. “A Defesa Civil está trabalhando ainda, com uma situação de normalidade, embora em alguns pontos da cidade tenhamos áreas mais propensas a alagamentos”.

Considerando o volume já registrado desde o início do ano e como medida preventiva, a Defesa Civil estuda implementar o trabalho já desenvolvido com a efetivação de equipes plantonistas para o período noturno e finais de semana. Caberá aos profissionais, juntamente com as equipes do Corpo de Bombeiros, o desenvolvimento de um trabalho suplementar considerando as situações decorrentes de intempéries, como deslizamentos e desabamentos. O coordenador ainda orienta ainda à população que se mantenha alerta ao menor sinal de incidentes. Pede ainda que o socorro (por meio do canal de emergência 193) seja acionado.

“É essencial que diante de uma situação de iminente perigo as pessoas mantenham a calma, procurem locais seguros e acionem os órgãos competentes para o devido socorro. Evite se locomover pelas enxurradas, não se abrigue ou estacione debaixo de árvores, e também não utilize equipamentos elétricos no caso de eles estarem molhados ou em locais úmidos, por causa das descargas elétricas. Isso são alguns cuidados que protegem à vida diante de uma tempestade,” orienta.

Serviço:

As pessoas que se encontrarem expostas às situações de risco e precisarem de resgate devem acionar, em  primeiro contato, o setor de urgência e emergência do Corpo de Bombeiro pelo número 193. Em casos de possíveis desmoronamentos, rachaduras, entre outros, a população pode acionar a Defesa Civil pelo número (65) 3623-9633.

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana