Mato Grosso

Segunda-feira (29): Confira lista de municípios com classificação de risco muito alto de contaminação

Publicado


.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou nesta segunda-feira (29.06), o Boletim Informativo n°113 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso.

O documento mostra (a partir da página 8) que 22 municípios do Estado configuram na classificação com risco “muito alto” para o novo coronavírus: Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Sorriso, Primavera do Leste, Lucas do Rio Verde, Pontes e Lacerda, Cáceres, Nova Mutum, Campo Verde, Tangará da Serra, Sinop, Querência, Colíder, Marcelândia, Vila Bela da Santíssima Trindade, Guarantã do Norte, Porto Esperidião, Nossa Senhora do Livramento, Campo Novo do Parecis, Sapezal, Poxoréu e Juruena.   

Ainda de acordo com informações contidas no boletim, os municípios que estão na classificação de risco “alto” para a disseminação do coronavírus são: Barra do Garças, Matupá, Pedra Petra, Peixoto de Azevedo, Jaciara, Campos de Júlio, Feliz Natal, Poconé, Água Boa, Claudia, Rosário Oeste, Diamantino, Mirassol D’Oeste, Juína, Santo Antônio do Leste, Pontal do Araguaia, Alto Garças, Juscimeira, Nobres, Juara, General Carneio, Acorizal, Gaúcha do Norte, Lambari D’Oeste, Comodoro, Nova Olímpia, São José dos Quatro Marcos, Arenápolis, Barra do Bugres, Terra Nova do Norte, Campinápolis, Rio Branco, Curvelândia, Nova Ubiratã, Ipiranga do Norte, Itiquira, Nova Bandeirantes, Nova Canaã do Norte, São Felix do Araguaia, São José do Povo,   Alto Paraguai, Barão de Melgaço, Itaúba, Santo Afonso, Tabaporã, Itanhangá, Paranaíta, Serra Nova, Alto Taquari, Figueirópolis D’Oeste, Nortelândia, Porto Estrela, União do Sul, Castanheira, Denise, Nova Monte Verde, Nova Nazaré, Jauru, Nova Xavantina e São José do Xingu.

O Governo de Estado publicou novo decreto restringido ainda mais as medidas que devem ser adotadas pelos municípios, com base na classificação de risco para prevenir a disseminação da Covid-19.

O Decreto n° 532 foi publicado na edição extra do Diário Oficial de 24 junho. O documento altera as tabelas de classificação de risco, criando uma terceira tabela. Para saber mais  clique AQUI .

O sistema de classificação que indica o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades. Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana e os resultados são divulgados nos Boletins informativos da SES-MT disponíveis neste link.

Veja a tabela de classificação de risco por município

 

 

Recomendações e cuidados

– Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;

– Usar máscara quando sair de casa;

– Evitar aglomerações;

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Sábado (11): Mato Grosso registra 28.526 casos e 1.047 óbitos por Covid-19

Publicado


.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta sábado (11.07), 28.526 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 1.047 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado, sendo 33 mortes nas últimas 24 horas. 

Nesta edição do Boletim, foram corrigidos 12 casos de duplicidade nos óbitos divulgados na última sexta-feira (09). 

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (6.208), Rondonópolis (2.200), Várzea Grande (2.122), Lucas do Rio Verde (1.359), Sorriso (1.224), Tangará da Serra (1.154), Primavera do Leste (1.075), Sinop (890), Nova Mutum (683), Pontes e Lacerda (653), Campo Verde (521), Cáceres (474), Colíder (402), Barra do Garças (384), Peixoto de Azevedo (378), Sapezal (377), Confresa (356), Campo Novo do Parecis (352),  Querência (304) e Matupá (274). 

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria. 

Nas últimas 24 horas, surgiram 903 novas confirmações no Estado; houve a correção de 13 casos de duplicidade. Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 242 internações em UTI e 362 em enfermaria. Isto é, a taxa de ocupação está em 91,3% para UTIs e em 53,1% para enfermarias.

O documento ainda aponta que um total de 29.223 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 2.179 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Cenário nacional

Neste sábado (11), o Governo Federal confirmou 1.839.850 casos da Covid-19 no Brasil e 71.469 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 70.398 óbitos e 1.800.827 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. 

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Três recuperandos comemoram certificado de conclusão do Ensino Médio

Publicado


.

Três recuperandos da Cadeia Pública de Colniza receberam no dia 03 de julho o certificado de conclusão do ensino médio. Os formandos com idade entre 27 e 50 anos e eram alunos do Instituto de Educação Bhetel na modalidade de Educação de Jovens e Adultos a Distância, no ano letivo de 2019/2010.

As aulas já haviam terminado em março, quando a pandemia de Covid-19 suspendou as atividades, e eles aguardavam pela formatura com entrega dos certificados. Diante das circunstâncias atuais a solenidade não ocorreu, porém, os certificados foram entregues pelos servidores da unidade.

“Muitos enxergam na escola a chance de um recomeço, para ressignificar a liberdade e se reintegrar na sociedade preparados inclusive para o mercado de trabalho. través da conclusão dos estudos buscam a transformação da sua realidade de vida”, comentou o diretor da Cadeia Pública, Heitor Nogueira.

Educação no sistema penitenciário

Estudo realizado pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen) mostra que Mato Grosso é o 6º estado brasileiro com mais recuperandos envolvidos em atividades educacionais. Dos 12.519 presos contabilizados até dezembro de 2019 em Mato Grosso, 22,9% estudavam ou participavam de alguma atividade de cunho educacional.

As atividades educacionais englobam desde o ensino básico formal – Educação de Jovens e Adultos (EJA), ensino fundamental e médio – ao ensino profissionalizante (cursos técnicos e formação inicial e continuada), projetos de leitura com remição de pena, até atividades complementares de lazer e cultura, como videoteca, entre outros.

Em Mato Grosso 5.133 pessoas privadas de liberdade tiveram acesso a algumas destas atividades educacionais em 2019, sendo que 3.582 as concluíram. 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana