Momento +

Selecionados na 2ª chamada do ProUni devem comprovar dados até sexta-feira (28)

Publicado

Documentação deverá ser entregue diretamente nas instituições de ensino

Os estudantes selecionados em segunda chamada para o Programa Universidade para Todos (ProUni) precisam comprovar as informações fornecidas no ato da inscrição até esta sexta-feira (28). A documentação deverá ser entregue diretamente nas instituições de ensino.

Segundo divulgado no site, as bolsas de estudo não solicitadas serão destinadas aos participantes da lista de espera. Os estudantes interessados têm de 6 a 9 de março para se inscreverem nesta lista. O resultado final sai no dia 12 de março.

O ProUni oferece, neste semestre, mais de 250 mil bolsas. O sistema registrou mais de 1,5 milhão de inscrições, feitas por cerca de 780 mil estudantes. O número de inscrições é superior ao de inscritos porque cada estudante pode escolher até duas opções de instituição, curso e turno.

O ProUni é um programa do Ministério da Educação que oferece bolsas de estudos, integrais e parciais em instituições particulares de educação superior. O estudante que deseja concorrer às bolsas integrais deve ter renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Já para as bolsas parciais, deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

Só pode se inscrever no programa o estudante que não tiver diploma de curso superior, que tenha participado do Enem mais recente e obtido, no mínimo, 450 pontos de média das notas e não ter zerado a redação.

 

Comentários Facebook
publicidade

Momento +

Conselho Regional de Enfermagem Coren MT notifica Hospital Municipal de Cuiabá por descumprir medidas de segurança contra o Covid-19

Publicado

O Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso (Coren-MT) notificou esta semana o Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá, a Unidade de Saúde da Família Serra Dourada e o Hospital Regional Irmã Elza Giovanelli por descumprirem medidas de proteção ao profissional da enfermagem contra a Covid-19. A entidade acendeu o alerta para risco de contágio em massa dos profissionais no estado.

Algumas unidades foram advertidas por manterem na linha de frente do atendimento pessoas com mais de 60 anos, grávidas e portadores de doenças crônicas, classificados no grupo de risco.

O conselho exige o imediato afastamento destes funcionários e alerta para o risco de contaminação em massa dos profissionais da enfermagem no Estado caso não sejam tomadas medidas urgentes para melhorar a infraestrutura da rede pública de saúde.

Além das unidades de saúde já notificadas, a situação também é grave no Pronto-Socorro de Várzea Grande, uma das instituições determinadas como sendo de referência para o atendimento aos pacientes da Covid-19.

Entre as determinações estão melhorias na infraestrutura das unidades, no treinamento e organização das equipes e ações de proteção à saúde do trabalhador, entre elas o fornecimento de equipamentos de proteção individual (EPIs) e o afastamento dos profissionais que estão no grupo de risco.

O relatório também foi encaminhado ao Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COE-nCoV), da Secretaria de Estado de Saúde.

Segundo o Coren-MT, a quantidade de profissionais do grupo de risco que continuam em atividade é grande. Em instituições públicas e privadas, a fiscalização identificou funcionários com doenças crônicas, gestantes, com idade acima de 60 e até acima de 80 anos.

Há lentidão e recusa dos empregadores em realizar os afastamentos, além de pressões sobre os trabalhadores para que não solicitem este benefício. Em um dos casos, segundo denúncia, a pressão incluía ameaça de cortes no salário.

Desde a última semana, quando deu início ao atendimento via aplicativo Whatsapp, o Coren-MT atendeu a mais de 30 chamadas relacionadas à pandemia do coronavírus, entre as quais 16 denunciavam a falta ou insuficiência de EPIs.

Também há reclamações sobre treinamento precário das equipes para se protegerem e para atenderem aos pacientes, desorganização das rotinas de trabalho, ausência de dimensionamento de pessoal, déficit de recursos humanos, desinformação e problemas de infraestrutura.

Faltam itens básicos, como pias para lavagem de mãos, sabão e álcool a 70% e há problemas como goteiras, infiltrações e quantidade insuficiente de equipamentos adequados para atender aos pacientes da Covid-19.

Devido à falta de EPIs, em algumas das instituições vistoriadas a estratégia foi adotar o racionamento dos equipamentos, principalmente das máscaras N95, indicadas para trabalhadores expostos a pacientes contaminados ou suspeitos.

O Coren-MT aponta a negligência das administrações em relação à saúde dos trabalhadores e cobra a preparação e apoio às equipes de enfermagem, que enfrentam pela primeira vez a realidade de uma pandemia.

O conselho exigiu das unidades a readequação dos critérios de distribuição dos equipamentos de proteção e está monitorando as entregas dos EPIs pelas prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande.

A fiscalização segue até o final do mês em Cuiabá, Várzea Grande, Sinop, Barra do Garças, Rondonópolis de Tangará da Serra. Também estão sendo feitos levantamentos junto a mais de 600 enfermeiros que atuam como Responsáveis Técnicos no Estado.

 

Otavio Ventureli(com hnt)

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento +

Trágico acidente na rodovia dos Imigrantes tira a vida de Empresário que morreu no local. Criança sobreviveu e segue internada

Publicado

O Empresário Rildo Lorezon, 50, morreu no final da tarde desta terça-feira (31), em um acidente(foto) registrado na BR-070, a Rodovia dos Imigrantes, em Várzea Grande.

A caminhonete em que ele estava com um menino de 13 anos capotou e saiu da pista. Rildo morreu no local, já o menor foi socorrido e segue internado.

De acordo com as informações, o acidente foi registrado por volta das 18h na ‘Estrada do Formigueiro’, o empresário estava na caminhonete L200 quando teve um possível infarto e perdeu o controle do veículo.

Com isso, saiu da pista e acabou capotando, parando no terreno de um antigo posto às margens da rodovia. Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local e constatou a morte de Rildo.

A Rota do Oeste e Corpo de Bombeiros também estiveram no local. Segundo as informações, a vítima ficou presa às ferragens.

Já o menino que estava no banco do carona foi socorrido e encaminhado consciente para uma unidade de saúde. Não há informações sobre o estado de saúde do menino.

 

Otavio Ventureli(com GazetaDigital)

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana