Momento Destaque

Situação tensa em garimpo de Aripuanã MT começa a se normalizar e nenhuma prisão foi efetuada, segundo a PF

Publicado

No terceiro dia da Operação Trype, em Aripuanã,  no norte de Mato Grosso, não houve até a  madrugada  desta quarta-feira(09), nenhuma ocorrência policial. A Cadeia Pública do município, que foi reativada excepcionalmente para a ação integrada entre a Polícia Federal e as forças de segurança estaduais, também não recebeu nenhum preso em decorrência da desocupação da área de garimpo ilegal. Mas, o clima ainda é de certa tensão.

Cerca de 1.500 garimpeiros deixaram a área ainda na segunda-feira (07.10) e na manhã desta terça-feira (08.10), houve a implosão do garimpo, conforme estabelecido em decisão judicial. O terreno está vulnerável, por isso, arriscado em caso de tentativa de invasão.

Homens e mulheres que ocupavam ilegalmente a área fizeram protesto na avenida principal de Aripuanã, mas o ato foi pacífico e teve diálogo com a Polícia Federal e a Polícia Militar. Os garimpeiros querem continuar explorando a atividade na área, mas a lei estabelece que a lavra garimpeira precisa ser outorgada pela União.

As forças de segurança estaduais vão permanecer mais algum tempo no município para reforçar o efetivo a fim de evitar aumento da criminalidade.

Leia mais:  Brócolis tem molécula que bloqueia tumores cancerígenos

Morte de garimpeiro

A única ocorrência registrada durante a Operação Trype foi a morte do garimpeiro José Maria dos Santos, de 45 anos de idade, que atirou contra policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) durante a ação de varredura.

Os garimpeiros foram orientados a saírem dos barracos para uma área de triagem. Contudo, em um dos barracos, José Maria disparou tiros contra os policiais do Bope, que revidaram a agressão e acertaram dois tiros no garimpeiro.

No barraco dele foram encontradas duas espingardas cartucheiras, uma de cano longo e outra de cano curto, de calibre não identificado. Além disso, havia invólucros de pólvora, chumbo, pote com espoleta, cartuchos intactos e outros deflagrados, além de dois invólucros de quantidade não especificada de substância semelhante a ouro.

A família de José Maria, oriunda de Rondônia, reconheceu o corpo, que foi liberado na manhã desta terça-feira (08.10).

assessoria/momentomt/

Comentários Facebook
publicidade

Momento Destaque

Prefeitura implanta sinalização horizontal para organizar fluxo de veículos em pontos críticos

Publicado

por

 Depois de implantar sinalização horizontal no entroncamento da BR-070 com a Avenida Vereador Clóvis Cesar de Lima, um dos pontos considerado crítico, o Departamento Municipal de Trânsito Urbano (DMTU) de Campo Verde, está sinalizando outros locais da cidade.
De acordo com diretor do DMTU, Jairo Freitas, a sinalização e implantação de tachões visam disciplinar o trânsito e regular o fluxo de veículos nesses locais, que são considerados críticos, reduzindo os riscos de acidentes. 
Durante esta semana, os trabalhos foram realizados nos cruzamentos da Rua Santos e Florianópolis com a Avenida Brasília, no entroncamento das Avenidas Brasília e Brasil, e no entroncamento da Avenida Santa Maria com a MT-140, no bairro Chácara das Uvas.

Fonte: AMM
Comentários Facebook
Leia mais:  Projeto na AL aumenta número de vereadores em 6 grandes cidades de MT
Continue lendo

Momento Destaque

Caminhão com excesso de carga cai em ponte interditada em Juscimeira

Publicado

por

Um caminhão VW 23220 de Estrela do Oeste (SP), com destino à Fazenda Formosa em Poxoréu, errou a estrada e caiu em uma ponte interditada, no Rio Areia Pantanalzinho, no Distrito de Irenópolis, em Juscimeira. O acidente ocorreu às 2 horas da madrugada.
De acordo com o secretário municipal de Infraestrutura, Celso Fujji, teve apenas prejuízos materiais, o motorista do caminhão Adjunior Gracio Sales não sofreu ferimentos.   “Ele nos informou que estava seguindo o GPS, o qual indicou uma rota alternativa e não a principal que ele deveria transitar, a MT 373, que é a principal via de acesso a Fazenda Formosa, destino final dele”, relatou Celso.
A Prefeitura Municipal registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Civil, no qual foi informado que o veículo estava com excesso de carga permitido para transitar em estradas vicinais.
“O local estava sinalizado e contenção de terra dos dois lados do rio, limitando a passagem de veículos pesados. Fizemos um paliativo para passagem de carros leves, motos e pedestre para atender a população local, até ser liberados os recursos para construir uma nova ponte”, concluiu o secretário.

Fonte: AMM
Comentários Facebook
Leia mais:  CDH debate segurança e saúde dos trabalhadores
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana