Momento Curiosidades

Pintor, motorista de aplicativo e caseiro residente em Manso recebiam dos cofres públicos da Prefeitura de Cuiabá como se fossem médicos

Publicados

em

Pintor, motorista de aplicativo de transporte e até um caseiro de uma propriedade no Manso estavam recebendo mensalmente salários como se fossem médicos formados, além do prêmio saúde, pela Prefeitura Municipal de Cuiabá, descobriu a Delegacia de Combate a Corrupção (Deccor).

O  delegado Cláudio Álvarez Santana afirmou que já foram identificadas 7 pessoas, sendo 6 que foram inseridas de forma ilegal no sistema e um ex-servidor da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) – que não teve a identidade revelada. “Esse servidor, na época, era quem incluía o nome dos falsos médicos no sistema da secretaria”, disse.

Agora, o delegado ressalta que a investigação vai focar em identificar mais membros dessa organização e vai buscar entender como ela era estruturada.

“Eles não agiam sozinhos. Agora, é essas 6 pessoas recebiam esses valores, o dinheiro caia na conta deles e depois? O que eles faziam? E o que vamos descobrir com o avançar da investigação”.

Para isso, será necessário investigar caso por caso, já que há ‘servidor’ que participou do esquema por dois meses e outro que participou por 10 meses. “Esse de 10 meses, por exemplo, só de prêmio recebeu uma quantia de R$ 35 mil. Então, é importante analisar caso por caso, saber o que eles faziam com o dinheiro, se eram dividido, se eles só emprestavam as contas ou qual era o benefício”.

Leia Também:  Ciopaer capacita militares do Corpo de Bombeiros para atuarem no combate a incêndios florestais

Santana ainda comentou que assim que o esquema foi descoberto, chegou a intimar os suspeitos para prestar depoimento, mas eles não compareceram. “Por isso foi necessário realizar as buscas, até mesmo para subsidiar o avanço das investigações”.  

Investigação  

De acordo com as informações da assessoria, estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão em endereços de funcionários da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e de pessoas suspeitas de receberem valores do município.  

Essas pessoas também são suspeitas de atuar como médicos junto ao HPMC Cuiabá. Eles vão responder pelos crimes de peculato, associação criminosa e inserção de dados falsos no sistema.  

Constatou-se que, no começo de 2021, servidores da SMS, valendo-se de contratações diretas ocorridas no período da Pandemia de Covid -19, passaram a cadastrar no sistema interno de admissão da secretaria “servidores fantasmas” como se estivessem exercendo as funções de médicos no HPMC, contudo nenhum dos suspeitos eram formados em medicina ou possuíam registro no Conselho Regional de Medicina (CRM).  

Até o momento, a Deccor já constatou que seis suspeitos recebem salários e valores referentes a prêmio saúde de maneira irregular, como se fossem médicos. A partir deste momento a investigação policial transcorre no sentido de identificar a participação de demais servidores públicos municipais  e “médicos fantasmas” no esquema.  

Outro lado  

Leia Também:  Crueldade: Filho é suspeito de matar a mãe de 71 anos encontrada morta pela Polícia e vizinhos no quarto do Apartamento onde moravam

“Em junho de 2020 a Coordenadoria de Gestão de pessoas da SMS identificou uma suspeita de irregularidade. Foi realizada uma investigação administrativa minuciosa, onde constatou-se que três  servidores não possuíam registro perante o Conselho Federal de Medicina;

Os servidores foram exonerados no sistema da folha de pagamento da SMS e a situação foi denunciada à Delegacia Especializada de Combate à Corrupção por meio do Ofício 590/2020/GAB/SMS, protocolado em 20/08/2020, a pedido do então secretário municipal de Saúde, Luiz Antônio Possas de Carvalho;

Posteriormente, a investigação da SMS identificou outros três servidores na mesma situação e protocolou uma nova denúncia à Delegacia Especializada de Combate à Corrupção, por meio do Ofício 626/2020/GAB/SMS, protocolado em 28/08/2020.

A Secretaria Municipal de Saúde informa que mantém-se à disposição das autoridades na apuração de qualquer irregularidade apontada, mantendo a lisura e a responsabilidade na administração pública.

Por determinação do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, a Controladoria Geral do Município (CGM) realiza auditoria nas folhas de pagamento do Executivo.”

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria e GD)

Momento Curiosidades

Prefeitos de Lucas do Rio Verde, Sinop e Nova Mutum vão à Brasilia solicitar ao Ministério dos Transportes que obras na BR 163 sejam retomadas

Publicados

em

Com objetivo de cobrar agilidade no processo da devolução da concessão da BR-163, o prefeito de Lucas do Rio Verde MT, Miguel Vaz, acompanhado dos prefeitos Roberto Dorner (Sinop) e Leandro Felix (Nova Mutum), além do senador Wellington Fagundes, esteve em Brasília (DF), nesta quarta-feira (18), para uma reunião com o secretário nacional de Transporte Terrestre, Felipe Queiroz.

Durante o encontro, a comitiva do médio-norte reiterou o pedido para que as obras na rodovia sejam retomadas, utilizando parte do valor do pedágio nas ações de manutenção e na construção de travessias nas quatro cidades cortadas pela rodovia.
De acordo com o secretário nacional, a solicitação será encaminhada ao ministro, que avaliará e tomará uma decisão.

“Também estivemos na Secretaria de Governo, onde solicitamos ao secretário especial de Assuntos Federativos, Flavio Giussani, uma audiência com o presidente Jair Bolsonaro. O nosso objetivo é sensibilizar o presidente, mostrando o potencial econômico da nossa região e o número de mortes que ocorre diariamente, devido à falta de infraestrutura da rodovia”, destacou o prefeito Miguel.

Leia Também:  Ciopaer capacita militares do Corpo de Bombeiros para atuarem no combate a incêndios florestais

Ainda durante a viagem, os gestores estiveram com o presidente do Instituto Sociocultural Brasil China, Thomas Low, em busca de investimentos internacionais para a região, e com o secretário nacional do Turismo, Bob Santos, em busca de recursos para a revitalização de pontos turísticos.

 

Otavio Ventureli(da redação com Ascom Lucas)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA